Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Bem-vindo ao futuro da Aviação!

Publicado: Terça, 19 de Dezembro de 2017, 16h50 | Última atualização em Terça, 16 de Janeiro de 2018, 16h29

 

Conheça o relatório Projeções de Demanda para os Aeroportos Brasileiros 2017-2037. Com base em dados históricos e percepções de crescimento internas e externas associadas às ações estratégicas e políticas nacionais de aviação civil, o estudo da Secretaria Nacional de Aviação Civil revela o que se espera do setor nos próximos 20 anos. Sua finalidade é proporcionar uma ferramenta para governos – em todos os níveis – e empresas fazerem no presente as escolhas que vão definir o futuro da aviação civil brasileira.

A história do futuro está sendo escrita hoje. Melhor que os gestores a escrevam apoiados por uma rede de sustentação que lhes permita lançar um olhar mais preciso sobre as novas demandas. Vai ser bom para planejar bem a infraestrutura necessária, desenvolver as tecnologias exigidas e assim gastar melhor os recursos para prover essas necessidades.

A aviação poderá evoluir de forma conservadora ou otimista. Vai depender das escolhas do governo federal e de iniciativas das empresas do setor aéreo, bem como da evolução do cenário demográfico e macroeconômico.

O transporte bem planejado é indutor do desenvolvimento, principalmente porque facilita a mobilidade das pessoas que transformam planos em realidade, abrindo novos negócios, impulsionando o turismo ou tomando decisões em pouco tempo, porque as distâncias que se contavam em dias agora são vencidas em horas.

As Projeções de Demanda para os Aeroportos Brasileiros 2017-2037 constituem uma ferramenta importante para ajudar aos responsáveis pela gestão do setor tomarem decisões que tornem real os melhores cenários antevistos no relatório.

Infográfico Aviação - 2017-2037

+ NÚMEROS

Embora a demanda da aviação possa dobrar nos próximos 20 anos, o histórico recente aponta que, como a demanda cresceu 88% nos últimos 10 anos, as estimativas mais conservadoras indicam um crescimento menos acelerado para a aviação civil.

ESTIMATIVA MOVIMENTAÇÃO MOVPASSAGEIROS

Em uma estimativa conservadora, a movimentação dos aeroportos regionais tende a crescer mais que nos aeroportos sistêmicos nos próximos 20 anos: 104% nos regionais e 87% nos sistêmicos, embora estes concentrem 90,7% do movimento de passageiros no país.

CRESCIMENTO 20ANOS

 

O Brasil em que até 2007 o número de viagens per capita no era de 0,31 vai mudar muito, chegando mais perto ou mesmo ultrapassando Espanha e Portugal dos dias de hoje, embora longe de Austrália e Estados Unidos.

ESTIMATIVA PERCAPITA

 

O movimento de aeronaves da aviação regular deve evoluir a uma taxa de média de 3,51% ao ano, atingindo 3 milhões de decolagens e aterrissagens em 2037.

ESTIMATIVA MOVIMENTAÇÃO AERONAVES GDE

• A oferta de voos existente consegue absorver a maior parte do crescimento da demanda de curto prazo até o ano de 2024, sendo que o aproveitamento médio das aeronaves cresce de 80,9% para 82,4% nesse período.

• O transporte de carga doméstica tende a crescer mais que as exportações e importações. Enquanto a carga doméstica cresce 88% em 20 anos, o transporte de carga aérea internacional cresce 52%.

• Historicamente, o desenvolvimento da movimentação de carga aérea cresceu 24% nos últimos 10 anos. A perspectiva é que o crescimento para os próximos 10 anos seja maior, de 33%, acumulando 65% em 20 anos.

 

Leia abaixo o Sumário do relatório "Projeções de Demanda para os Aeroportos Brasileiros 2017-2037" 

 

 

Apresentação | Sumário Executivo | Tabelas Projeção Demanda Otimista | Relatório Completo

registrado em:
Fim do conteúdo da página