Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
AVANÇAR

Ministros dos Transportes e da Secretaria-Geral da Presidência visitam obras na Ferrovia Norte-Sul

  • Publicado: Quinta, 01 de Fevereiro de 2018, 13h51
  • Última atualização em Quinta, 08 de Março de 2018, 16h31

Principal eixo estruturante do setor, a ferrovia que integra o Brasil é uma das prioridades do governo federal

FNS VISITA OBRAS 1

Uma das maiores obras do setor ferroviário do país, a Ferrovia Norte-Sul (FNS), recebeu, na manhã desta quinta-feira (1/2), a visita do ministro dos Transportes, Portos e Aviação, Maurício Quintella. Os trechos em obras, que fazem parte do programa "Agora, é Avançar", completam uma megaestrutura fundamental para o desenvolvimento e a competitividade do Brasil. A visita contou ainda com a presença do ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, do presidente da Valec, Mario Mondolfo, e do diretor-geral da ANTT, Jorge Bastos, além de parlamentares e autoridades locais.

“Esse é mais um dos investimentos históricos para o Brasil. No futuro, a Ferrovia Norte-Sul será conhecida como o marco divisor do sistema ferroviário nacional. Muito em breve, com a conclusão dessas obras, o Brasil terá um importante eixo estruturante para a malha ferroviária nacional, proporcionando maior competitividade ao setor”, afirmou o ministro.

FNS VISITA OBRAS 2A visita foi realizada no Pátio do Sudoeste de Goiás, localizado próximo aos municípios de Rio Verde e Santa Helena. Com acesso direto pela rodovia estadual GO-210, o pátio atenderá, especialmente, à produção de granéis agrícolas (soja, milho, farelo e açúcar), granéis líquidos (combustível), fertilizantes e contêineres. O maior pátio intermodal de cargas da Ferrovia Norte-Sul possuirá acesso ferroviário aos portos de Santos (SP) e Itaqui (MA).

O pátio se conecta ao trecho da FNS de 684 km que está atualmente em construção pela Valec entre os municípios de Ouro-Verde/GO e Estrela d’Oeste/SP (Extensão Sul). O trecho é uma das principais regiões do agronegócio no país. Durante a visita, o ministro conheceu de perto o andamento das obras da ferrovia que apresenta mais de 90% de avanço físico.

RAIO-X - Iniciada em Açailândia, no Maranhão, ainda na década de 1980, a ferrovia se estende hoje até Palmas, no estado de Tocantins. O trecho seguinte, de Porto Nacional (TO), até o pátio intermodal de Anápolis (GO), encontra-se em operação provisória pela Valec. Por fim, vem o trecho ora visitado, entre Ouro Verde de Goiás e Estrela D´Oeste, em São Paulo, em fase final de obras. Com relação ao Pátio Sudoeste de Goiás, a expectativa é de que a obra, executada por consórcio contratado por meio de licitação pela Valec, no valor de R$ 78,2 milhões, esteja concluída em agosto deste ano.

Tanto o trecho operado atualmente pela Valec quanto o que está em fase de obras até Estrela D’ Oeste estão priorizados pelo governo e deverão ser objeto de subconcessão ainda em 2018, promovendo novos investimentos e competitividade ao setor.

Fotos: Alberto Ruy - Ascom/MTPA
Assessoria de Comunicação
Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

registrado em:
Fim do conteúdo da página