Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
CONCESSÕES

Ministro dos Transportes apresenta nova etapa do programa de concessões na Bahia

  • Publicado: Sexta, 10 de Julho de 2015, 11h09
  • Última atualização em Sexta, 10 de Julho de 2015, 14h29

10072015O ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, detalha nesta sexta-feira (10/7), em Salvador, os empreendimentos previstos para concessões na Bahia, dentro do Programa de Investimentos em Logística (PIL) 2015/2018 do governo federal. A apresentação dá continuidade à série de reuniões técnicas promovidas pelo ministro e equipe para apresentar o programa nos estados envolvidos.

De acordo com Antonio Carlos Rodrigues, desde 2012, o PIL está transformando profundamente o setor de transportes do Brasil e o lançamento dessa nova etapa do programa é um marco fundamental para o maior desenvolvimento da infraestrutura rodoviária e ferroviária do país. “Vamos continuar seguindo adiante, construindo parcerias com o setor privado e implementando esse modelo de concessões que acelerou a expansão e permitiu um salto de qualidade em todo o país”, afirmou o ministro.

Na Bahia, o PIL inclui a concessão de 199 km da BR-101, entre Feira de Santana e Gandu, que prevê a duplicação da rodovia e melhoria do transporte de cargas. O investimento previsto é de R$ 1,6 bilhão. Nas concessões já existentes, estão em fase de negociação com as concessionárias investimentos de R$ 400 milhões para construção de uma faixa adicional em trecho da BR-324/116 na Bahia.


Confira no mapa abaixo:

mapa10072015

 

PIL RODOVIAS

O Governo Federal lançou no último dia 9 de junho a nova etapa do PIL, que tem como objetivo ampliar os investimentos necessários em um ambiente de estabilidade econômica, previsibilidade regulatória e participação do setor privado em coordenação com o setor público.

Está prevista a realização, ainda este ano, de leilões de quatro trechos rodoviários: BR-476/153/282/480/PR/SP; BR-163/MT/PA; BR-364/060/MT/GO e BR-364/GO/MG.

O leilão da Ponte Rio-Niterói (23 km), cujo projeto foi iniciado em 2014, ocorreu no último dia 18 de março. Seis empresas participaram da concorrência e o vencedor apresentou uma proposta com um deságio de 36%. O novo contrato proporcionou a redução de R$ 1,50 no preço da tarifa – de R$ 5,20 para R$ 3,70 desde 1º de junho.

Os quatro leilões previstos para 2015, somados à renovação da concessão da Rio-Niterói, totalizam R$ 19,6 bilhões em investimentos.

Também estão previstos, na segunda etapa do programa, 11 novos projetos rodoviários, abrangendo 4.371 km que somam R$ 31,2 bilhões, além de novos investimentos em concessões existentes (R$ 15,3 bilhões).

 

Veja mais fotos em nosso Flickr.
Fotos: Edsom Leite.

 

registrado em:

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página