Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Editoria A

Centros de Integração Logística-CIL

Publicado: Segunda, 02 de Maio de 2016, 13h02 | Última atualização em Segunda, 02 de Maio de 2016, 13h10

Os Centros de Integração Logística – CILs são estruturas de integração que oferecem serviços visando cooperar para um transporte otimizado de produtos. Dentro do projeto estratégico de um plano de investimentos do governo que visa à redução dos custos de transporte, por meio do incentivo à integração dos modos de transportes, o foco da análise deve estar na definição dos locais dessas estruturas na rede de transportes.

Os CILs podem servir como um mecanismo essencial para garantir a operação e a eficiência do sistema de transportes multimodal brasileiro, sobretudo em face das significativas dimensões territoriais do país. Quando integrados a um sistema de transporte, tornam-se elementos importantes para o planejamento logístico e de transportes.

Acompanhe aqui as etapas do CIL.

O PROJETO

O Projeto “Estudos e Pesquisas para Desenvolvimento de Metodologia para Implementação de Centros de Integração Logística – CIL” foi desenvolvido pela Secretaria de Política Nacional de Transportes – SPNT do Ministério dos Transportes em parceria com o Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia – COPPE da Universidade Federal do Rio de Janeiro.


Trata-se da realização de pesquisas e elaboração de metodologia de apoio à tomada de decisão, buscando fundamentalmente a identificação e priorização de potenciais locais para implementação ou melhoria de CIL´s no território nacional, o que possibilita integrar a rede viária e as cadeias produtivas do país, com vistas a proporcionar mais eficiência nos deslocamentos de carga, maior oferta de serviços logísticos para a agregação de valor às cadeias produtivas, além de fomentar o transporte intermodal e consolidar importantes corredores logísticos intermodais.


Os resultados da aplicação da metodologia em simulação realizada demonstraram significativas reduções de custos de transportes, economia obtida essencialmente pela promoção da intermodalidade do transporte de cargas, por meio da implementação dessas estruturas logísticas, considerando que os CILs geraram facilidades para 640 milhões de toneladas, de um total de 2,1 bilhões de toneladas presentes na matriz de produção e consumo, efetivamente utilizada nas simulações.


Nessa perspectiva, tem-se que esse Projeto permitirá a elaboração de diretrizes e de ações prioritárias em subsidio à formulação de políticas de transportes, visando estabelecer meios práticos e operacionais de incentivo à integração, à intermodalidade, à otimização de fluxos de transporte e ao apoio no desenvolvimento local e regional.

registrado em:
Fim do conteúdo da página