Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
logística

Em São Paulo, ministro dos Transportes abre a 24ª edição da Intermodal

  • Publicado: Terça, 13 de Março de 2018, 14h39
  • Última atualização em Sexta, 06 de Abril de 2018, 15h35

Durante três dias, os principais atores do mercado se reúnem para debater as novidades e tendências do setor

O setor de transportes foi um dos que apresentou resultados mais expressivos para o desenvolvimento do país. E a tendência é de crescimento ainda maior. A afirmação é do ministro dos Transportes, Portos e Aviação, Maurício Quintella, que participou, nesta terça-feira (12), em São Paulo (SP), da cerimônia de abertura da Intermodal South America, principal evento de logística, transporte de cargas e comércio exterior da América Latina.

O evento, que acontece até o dia 15 de março no São Paulo Expo, reunirá representantes das principais associações e entidades do setor. Serão mais de 400 marcas nacionais e internacionais, que estarão representadas por 33 mil profissionais de mais de 22 países em todos os modais.

Segundo o ministro, o ano de 2017 foi promissor para o segmento e representou o fortalecimento da atual política de transportes, com a realização de parcerias, de novos negócios com investidores privados e de integração intermodal.

Como exemplo, o ministro citou o crescimento de 8,3% no ano passado na movimentação de carga nos portos brasileiros em relação a 2016, de 6,9% nas ferrovias no mesmo período, de 2,3% na movimentação de passageiros nos aeroportos do país – e de aumento de 10,4% no setor de cargas aéreas -, além de 20% a mais na carga transportada nas hidrovias. Nas estradas, obras estruturantes em todo o país foram retomadas e entregues. Só em 2017, foram 516 km, muitos deles trechos esperados há décadas, como a Serra do Cafezal, em São Paulo, a BR-135, no Maranhão, e trechos da BR-101, no Nordeste.

“Hoje temos aqui representantes de todo o mundo, e esperamos que os setores representados possam superar os resultados de 2017. Essa expectativa é uma demonstração clara de que o Brasil está no rumo certo. Trabalhamos para gerar previsibilidade nos negócios, reduzir os riscos, simplificar processos, desburocratizar, e agora, nossas modelagens são mais adequadas à realidade econômica. O resultado está na retomada dos investimentos e da confiança”, avaliou o ministro.

Na oportunidade, o ministro assinou o memorando de entendimento para cooperação técnica entre o Ministério dos Transportes e o Centro de Treinamento de Flandres, afiliado ao Porto de Antuérpia, na Bélgica. O objetivo é estabelecer ações conjuntas para qualificar a atuação dos trabalhadores do sistema portuário brasileiro e transferir a tecnologia internacional para as regiões Sul e Sudeste junto ao Centro de Excelência Portuária de Santos, e Norte e Nordeste, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Alagoas.

O ministro também se reuniu com dirigentes e membros da Associação Brasileira de Entidades Portuárias e Hidroviárias (ABEPH) e, por fim, aproveitou para visitar a feira e conferir, ao lado o presidente da UBM Brazil, Jean-François Quentin, e do diretor da feira, Renan Joel, alguns dos principais estandes de soluções em logística, transporte de cargas e comércio exterior no setor público e privado nos 32 mil m² de exposição.

Também estiveram presentes o coordenador da Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem (Frenlog), senador Wellington Fagundes, o secretário Nacional de Transportes Terrestre e Aquaviário, Luciano Castro, o secretário Nacional de Portos, Luiz Otávio, e o secretário de Política e Integração, Herbert Drummond.

Assessoria de Imprensa

Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

registrado em:

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página