Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
LOGÍSTICA

Maurício Quintella destaca planejamento integrado como um dos principais legados do Ministério

  • Publicado: Quarta, 14 de Março de 2018, 15h16
  • Última atualização em Sexta, 06 de Abril de 2018, 19h03

Na abertura do Seminário de Corredores Logísticos Estratégicos, nesta quarta (12), em Brasília, ministro afirmou que plano de logística é o caminho para melhoria da infraestrutura no país

140320183Uma das maiores conquistas do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação, ao longo destes últimos anos, foi a construção de um planejamento integrado do setor, que resultou no melhor direcionamento das políticas voltadas para a implementação e operação da infraestrutura no Brasil. A informação foi dada pelo ministro da Pasta, Maurício Quintella, que abriu o Seminário Corredores Logísticos Estratégicos, da Secretaria de Política e Integração do Ministério, realizado nesta quarta-feira (14), na sede do DNIT em Brasília (DF).

“Esse é um grande legado que deixamos, de construção dos corredores logísticos, que foi possível a partir de um planejamento prioritário nesta gestão.” Maurício Quintella

De acordo com o ministro, não existe logística eficiente sem o amplo conhecimento da cadeia produtiva, considerando de forma abrangente os atores envolvidos e as ações estruturantes ao longo do tempo. “Esse é um grande legado que deixamos, de construção dos corredores logísticos, que foi possível a partir de um planejamento prioritário nesta gestão. Tenho certeza de que a conclusão desse trabalho vai definir os investimentos do país nos próximos anos em infraestrutura, possibilitando a redução de custos e ampliando as oportunidades para o país”, afirmou.

Com a proposta de obter uma visão panorâmica e diagnóstica do atual momento das infraestruturas de transportes, o Ministério lançou as publicações “Corredores Logísticos – Complexo da Soja e Milho”, em 2017, e “Corredores Logísticos – Complexo de Minério de Ferro”. Os levantamentos, que contaram com o envolvimento do setor produtivo e da sociedade, fazem parte de uma série de estudos técnicos para mapear, diagnosticar e melhorar o fluxo de cargas no país. Também estão em elaboração estudos sobre os outros principais produtos da economia nacional: automóveis, petróleo, açúcar e carne.

O secretário de Política e Integração e anfitrião do evento, Herbert Drummond, disse que o conceito de corredores logísticos é a base do planejamento estratégico dentro do Ministério. “Faço aqui uma provocação para que o poder público, a sociedade e o setor produtivo caminhem juntos prospectando investimentos para que possamos fortalecer esse sistema integrado, acessível e eficiente de transportes”, reforçou.

140320182

Também estiveram presentes no evento o presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transporte e Armazenagem (Frenlog), senador Wellington Fagundes, o diretor do DNIT, Valter Casimiro, o diretor da EPL, José Carlos Medalha, da ANTT, Mário Rodrigues e os secretários do Ministério, Dino Batista, Carlos Barros e Luciano Castro, além de representantes da Antaq e do corpo técnico do DNIT.

Assessoria de Comunicação
Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

registrado em:

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página