Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
FÓRUM DE INVESTIMENTOS

Casimiro diz que é preciso expandir a matriz transportes para garantir competitividade do Brasil

  • Publicado: Terça, 29 de Maio de 2018, 18h41
  • Última atualização em Quinta, 21 de Junho de 2018, 13h29

Fórum de Investimentos Brasil 2018, realizado em São Paulo, destaca importância da infraestrutura no desenvolvimento econômico dos países

FIB Edsom Leite Ascom MTPAO ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro, participou, nesta terça-feira (29/5), do Fórum de Investimentos Brasil 2018, em São Paulo, sobre as principais oportunidades de investimento em setores estratégicos do país como infraestrutura, energia, agronegócio, construção, tecnologia e inovação.

O presidente Michel Temer abriu o Fórum, destinado a fomentar novos negócios e oportunidades de investimentos no Brasil, proporcionando a investidores oportunidades para estreitar relações e avaliar as melhorias no ambiente de negócios do País.

Em sua participação como palestrante, Casimiro destacou os impactos da infraestrutura no crescimento do Brasil: “O desenvolvimento dos países está fortemente associado à expansão da infraestrutura. Não existe país desenvolvido sem uma infraestrutura eficiente, integrando os diversos modos de transporte”.

Durante sua apresentação, ele ressaltou que os investimentos em transportes são capazes de mover o país, porque aumentam a eficiência produtiva e a competitividade, reduzem desigualdades regionais, desenvolvem as fronteiras agrícolas e minerais, geram empregos e dinamizam a atividade econômica, entre outros benefícios.

Por isso, segundo Casimiro, é fundamental reservar recursos específicos para essa área: “O Brasil, comparado a outros países, ainda investe muito pouco em infraestrutura; aproximadamente 2% do PIB, enquanto a China investe 13%, Índia 6% e Chile 5%. É preciso repensar isso!”.

O painel de transportes apresentou ao Fórum também as principais estratégias de atuação do setor como a ênfase na concessão de ativos, a reformulação da modelagem das concessões e o diálogo permanente com o mercado. Além disso, a formatação da carteira de projetos para execuções futuras, a fim de possibilitar um maior equilíbrio na matriz de transportes.

Por último, ele falou sobre cada modal de transportes e ressaltou suas peculiaridades. Citou os leilões já realizados, entregas e futuras conquistas.

Foto: MTPA/Edsom Leite

Assessoria de Comunicaçâo
Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

registrado em:
Fim do conteúdo da página