Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
GOIÁS

Ministro e bancada federal definem remanejamento de R$ 235 milhões de emendas para as BRs 158 e 452

  • Publicado: Terça, 19 de Fevereiro de 2019, 18h16
  • Última atualização em Terça, 26 de Fevereiro de 2019, 20h48

Deputados e senadores da bancada federal do estado de Goiás se reuniram, nesta terça-feira (19), com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para tratar do remanejamento das emendas parlamentares de infraestrutura para a otimização dos recursos da União no estado. A verba será destinada para a manutenção de trechos rodoviários da BR-158 e BR-452.

Ao todo, serão remanejados R$ 235 milhões, que serão aplicados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em contratos de manutenção de 30 quilômetros da BR-158 e de 180 quilômetros da BR-452. Os recursos da bancada serão utilizados para recuperação da malha federal. "Hoje, concluímos um trabalho importante junto à bancada de deputados e senadores de Goiás, que é focar em obras estratégicas com eficiência na aplicação dos recursos públicos", avaliou o ministro.

De acordo com a deputada federal, Flavia Morais (PDT), presente na reunião, o estado de Goiás foi o primeiro a conseguir fazer esse remanejamento. “Estamos assinando e autorizando a mudança, pois precisamos otimizar recursos e diminuir a burocracia”, disse. A duplicação da BR-153, entre Goiás e Tocantins, também esteve na pauta. O ministro adiantou aos parlamentares que um trecho deve ser licitado ainda neste ano.

CONCESSÕES - Tarcísio Gomes de Freitas destacou que a concessão da Ferrovia Norte-Sul (FNS), entre Porto Nacional (TO) e Estrela d´Oeste (SP), vai trazer investimentos importantes para o desenvolvimento econômico do país. “A FNS será fundamental para os estados e para o Brasil. O operador vai concluir as obras da Valec e vai investir R$ 2,8 bilhões na ferrovia, que deve estar operando em sua plenitude entre 2020 e 2021”, declarou. O leilão será realizado na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), no dia 28 de março.

No setor aéreo, o ministro reforçou que, após o leilão dos três blocos de aeroportos (Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste), será anunciada a sexta rodada de concessões. Nessa etapa, o Aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia, deve entrar em um futuro bloco composto por outros terminais. Na aviação regional, o aeroporto de Jataí vai receber recursos para a construção da pista de pouso/decolagem, pista de taxiamento, pátio de aeronaves, auxílios a navegação, Seção Contra Incêndio e o terminal de passageiros, no valor de R$ 40,5 milhões.

Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura

registrado em:

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página