Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
INVESTIMENTOS

Governo Federal libera 47 quilômetros da BR-116 no Rio Grande do sul

  • Publicado: Segunda, 12 de Agosto de 2019, 12h29
  • Última atualização em Quarta, 21 de Agosto de 2019, 17h47

A obra, que havia sido licitada em 2009,  teve seus primeiros quilômetros liberados nesta segunda-feira (12)

 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou, nesta segunda-feira (12), em Pelotas (RS), da cerimônia de liberação de 47 quilômetros de duplicação da BR-116/RS, distribuídos em três trechos. O evento contou ainda com a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Santos Filho. A obra havia sido licitada em 2009, mas teve seus primeiros quilômetros liberados nesta segunda, beneficiando diretamente 12 municípios gaúchos.

A BR-116/RS, que foi estabelecida como uma das prioridades do Governo Federal, é considerada estratégica pois interliga Porto Alegre às principais regiões gaúchas, além de ser a principal via de acesso ao Porto do Rio Grande, importante corredor de escoamento de produção entre o Brasil e o Mercosul. O Ministério da Infraestrutura prevê a duplicação de 235 km da rodovia, de Porto Alegre à Pelotas, até o fim de 2021, a partir de um investimento total de R$ 1,6 bilhão.

De acordo com o ministro, a meta é duplicar toda a extensão da rodovia. “O governo do presidente Jair Bolsonaro está entregando os 47 km de duplicação. E não vai parar por aí. O ministro da Economia está liberando recursos e vamos chegar ao final do ano com quase 90 quilômetros liberados", destacou o ministro. "Ano que vem, será um ano de grande produção. A gente praticamente conclui e vai ficar faltando um pedacinho para 2021”, completou.

O empreendimento é executado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e está dividido em nove lotes. Além de reduzir acidentes e aumentar a capacidade de tráfego, a duplicação facilita o escoamento da produção, permite maior desenvolvimento econômico e incentiva o turismo local. “Acima de tudo, essa duplicação salvará vidas. Vai contribuir muito para o turismo no Rio Grande do Sul e para a economia da região e do Brasil, com consequências internacionais”, afirmou o general Santos Filho.

O lote 4, que abrange os municípios de Tapes, Arambaré e Camaquã (do km 373,22 ao km 397,2), teve 15,1 quilômetros liberados ao tráfego. Já o lote 7, localizado no município de São Lourenço do Sul (do km 448,5 ao km 470,1), teve 12,25 quilômetros entregues, e o lote 9, em Pelotas (do km 489 ao km 511,7), teve 19,65 quilômetros liberados.

BR-116 – Uma das principais rodovias brasileiras, a BR-116 intercepta o país na direção norte-sul a partir de Fortaleza (CE) até Jaguarão (RS), cidade gaúcha que faz fronteira com o Uruguai. Com extensão total de 4.566,5 km, passa por 10 estados ligando cidades estratégicas do território nacional. A extensão total da obra, dividida em nove lotes, vai beneficiar 12 municípios de forma direta: Guaíba, Barra do Ribeiro, Mariana Pimentel, Tapes, Sentinela do Sul, Arambaré, Camaquã, Cristal, São Lourenço do Sul, Turuçu, Arroio do Padre e Pelotas.

Saiba mais: Confira a cobertura da agenda no Twitter do Ministério da Infraestrutura

Fotos: Alberto Ruy/ AESCOM Minfra

 

infografico MINFRA liberacaobr116 v3

 

Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura

registrado em:
Assunto(s): DNIT , BR 116/RS , INVESTIMENTOS

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página